Saude: Nova esperança para pessoas que tem Tuberculose Novo tratamento

Um novo tratamento contra a tuberculose foi apresentado nesta quinta feira no Reino Unido, o tratamento contra a tuberculose resistente aos antibióticos que registrou uma taxa de sucesso de 82%, um “Milagre” apresentado durante a Conferência Mundial da União sobre a Saúde Respiratória, que teve inicio na quarta-feira dia 26/10 em capital de Liverpool.
O estudo foi realizado durante nove meses e contou com a participação de 1.006 pacientes procedentes de nove países da África subsaariana, todos eles resistentes à rifampicina, um dos medicamentos mais eficazes contra a tuberculose.
Curta tuberculose - tirandoduvidas.com
Sete remédios foram receitados aos pacientes. Um deles, a isoniazida, já usado na luta contra a tuberculose multirresistente, foi administrado em doses duas vezes maiores do que as prescritas normalmente.

Dos 1.006 pacientes, 734 foram declarados curados após o tratamento, 54 não responderam aos remédios, 82 morreram durante o período, e os cientistas perderam o contato com 49 deles, segundo o estudo.

Este novo tratamento é “um Milagre ao combate da tuberculose resistente aos remédios antibióticos”, contou a Doutora Paula I Fujiwara, a qual é diretora científica da União Internacional contra a Tuberculose e as Doenças Respiratórias.

“Esses resultados foram obtidos em contextos diferentes e em um grande número de pacientes, o que demonstra que se trata do tratamento mais eficaz atualmente contra a tuberculose resistente aos medicamentos”, afirmou.

O estudo foi realizado em colaboração com o Instituto de Medicina Tropical de Ambères, o Instituto Científico San Raffaele de Milão e pesquisadores dos nove países africanos envolvidos.

Em 2016 o total de 1,8 milhão de pessoas faleceram pela doença de tuberculose , isto a 300.000 a mais do que no ano de 2014, fontes do relatório anual da (OMS) Organização Mundial de Saúde divulgado neste mes de outubro.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *