Saúde: “Um pouco da tristeza vai embora”: Hospital brasileiro oferece cães de terapia

Cada semana, pacientes do Hospital de Apoio de Brasília recebem visitas de uma raça especial de terapeuta: cães treinados para ajudá-los a se recuperar de uma doença ou lesão.
CACHORROS Hopistal - tirandoduvidas.com
Grandes e pequenos, de pastores alemães a Shih Tzus, os cães começam na cama com alguns pacientes para aconchegar-se durante as visitas de 15 minutos. Pessoas que são mais móveis podem levar um animal para uma classe de artesanato, ou brincar com ele nos corredores.

Cães Brasileiros de Terapia

Projetado para pessoas que têm câncer avançado, vivem com doenças crônicas ou estão se recuperando de trauma, o programa de interações caninas auxilia com reabilitação mental e física.

“Um pouco de tristeza desaparece”, disse Jaqueline Castro, uma mulher de 27 anos com uma doença degenerativa nervosa que recebeu três visitas em um mês.

O projeto começou há cerca de cinco meses e agora tem 60 voluntários que levam seus animais de estimação para o hospital na capital brasileira a cada semana.

Mas não apenas qualquer vira-lata pode fazer o corte: apenas cerca de um em cada 10 cães cujos proprietários são voluntários, de acordo com a coordenadora do programa Nayara Brea.

Os animais devem ser submetidos a extensos exames de saúde e receber formação, uma vez que são levados directamente para hospitais. Eles devem ser excepcionalmente calmos para evitar estressar pacientes. Eles não podem latir, e eles têm que ser gentil com os seres humanos e outros caninos.

Um cão de terapia “aceita pacientes sem nenhum julgamento”, disse Valeria Carvalho, que leva seu miniatura Schnauzer, Paola, para o hospital. “As pessoas começam a ter uma perspectiva diferente sobre a vida, sobre a saúde.”

Fonte: Artigo original CBC e adaptado para o portal tirandoduvidas

Saúde: “Um pouco da tristeza vai embora”: Hospital brasileiro oferece cães de terapia
Rate this post

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *